segunda-feira, 25 de maio de 2020

Atualização do patrimônio financeiro de Abril/2020

Recuperação de parte, mas como era de se esperar, ainda pouco. RV é isso, sobe de escada e desce de elevador.

Vida Pessoal


Bom, apesar da pandemia, vida pessoal melhorou um pouco. Eu peguei um novo projeto, e aquele que já atuava e não contava como patrimônio oficial, passei a contar. Por incrível que pareça, foi bem mais rápido do que eu imaginava, esperava que fosse ser bem mais difícil, pelo momento que vivemos.

Vou acabar relatando sobre o que correu em Maio, já que estou postando quase no final de Maio. Continuo em casa, já não lembro mais a última vez que saí.

Finanças Pessoais


Conforme comentei na última atualização, sigo fazendo caixa. Deixando na conta Nubank, que rende quase nada, mas é melhor que poupança, e me proporciona flexibilidade e liquidez.

Pelo visto não cheguei a ter todo o tempo livre que esperava. Comecei a estudar, mas entrei num projeto totalmente fora de minha zona de conforto profissional. Então, andei precisando meter as caras para aprender e ainda ser capaz de entregar.

Atualização do patrimônio financeiro


Sem delongas: 1 milhão e 548 mil reais brutos. Aportei 25k e 117k de subida de investimentos em geral, uma diferença de 142 mil do mês passado para cá.

Continuo desconfiado e não comprando nada. Sigo fazendo caixa e focando em outras coisas, como jogar videogame e aproveitar mais a família.

domingo, 5 de abril de 2020

Atualização do patrimônio financeiro de Março/2020

O que falar? Apenas uma palavra me vem em mente: naba.

Vida Pessoal


Perdi dois projetos, os que mais pagavam. Negociei e me coloquei full-time no que ainda possuo. Mergulhei no videogame pra não entrar em parafuso. Estou buscando outros projetos, sem muita expectativa, sei que estamos todos na lama.

Tranquei a academia, pelo isolamento. Já tem semanas que não saio de casa.

Finanças Pessoais


Tomei naquele lugar. Não comprei nada. Não vendi nada. Não estou apavorado, só chateado. Esse é o primeiro bull market de verdade que estou passando. Tô engolindo seco e procurando manter a frieza. Fiquei desgostoso em acompanhar investimentos.

Todo o dinheiro que (ainda) estou aportando, estou fazendo caixa, pura e simplesmente. Não sou vidente, mas tô com um receio enorme das coisas piorarem muito mais. Por este motivo que não comprei nada, embora hajam empresas baratas e com múltiplos incrivelmente atraentes no momento.

Aproveitando que em breve terei muito mais tempo livre, para finalmente mergulhar nos estudos. Já iniciei, quando encerrar os projetos eu terei condições de usar mais tempo para isso.

Atualização do patrimônio financeiro


Bom, neste momento estou abrindo as contas com os respectivos financeiros projetados. Me assusta o recuo de patrimônio frente a desvalorização de nossa moeda, perante dólar. Isso me motiva (e estou agindo) a procurar trabalho lá fora, ainda que atue aqui.

Aportei por volta de 25k para ajudar no bolo. Como ficarei sem dois projetos, é capaz que os aportes reduzam drasticamente, ao menos por enquanto.

Sem mais delongas: 1 milhão e 406 mil reais. Uma queda de 290 mil do mês passado para este. Enquanto não enxergar um caminho concreto para a vacina, e enquanto não tiver uma noção melhor de como serão os desdobramentos, não tenho convicção de colocar 1 real sequer em renda variável. Estou fazendo caixa para segurar por tempos que podem ser difíceis, e para mais pra frente começar a usá-lo para comprar ações bem mais baratas. Eu sei que deveria estar comprando, mas não estou sentindo confiança, penso que ainda há muita incerteza. E eu posso estar errado.

domingo, 1 de março de 2020

Atualização do patrimônio financeiro de Fevereiro/2020

Lá vem bomba!


Vida Pessoal


Poisé, ele chegou. Como sempre, mídia prevendo o fim do mundo, ainda que já tenha sido comprovado que a letalidade é maior em pessoas a partir de 60 anos de idade. Mas como o investidor em geral é despreparado e desesperado, veio o movimento de correção logo após as bolsas internacionais. Só não havia ocorrido antes aqui, por causa do carnaval, e a bolsa só mostrou o ar da graça na quarta-feira de cinzas, durante a tarde. O dia não poderia ter sido mais sugestivo, o patrimônio de muitos virando cinzas!

Essa será a primeira postagem de queda de patrimônio, se não me engano tive um outro mês de outro ano que registrei queda, mas foi bem pequena. Essa queda deu pra sentir, ainda mais que vi o patrimônio chegar em um nível bem mais alto.

Assisti um documentário sobre minimalismo, muitas coisas eu já sabia, mas dois pontos me chamaram atenção, que citei em um comentário na postagem de patrimônio passada:

- Distrações: incrível como me pego perdendo a concentração no que preciso focar, principalmente por notificações do WhatsApp. Além de ser uma perda de tempo enorme, tenho sérias dificuldades em ser produtivo, se não estiver focado. E o minimalismo fala sobre a simplicidade nas coisas da vida, e uma delas é não se render ao frenesi de atenção nas notificações. Eu trabalho na área, e sempre fui contra a dependência de tecnologia, principalmente neste lado de trocar interações sociais por um contexto virtual e solitário.

- Pessoas que pensam diferente: como já comentei algumas vezes aqui, minha esposa não pensa como eu, não age como eu, não tem os mesmos gostos que eu. Isso não seria diferente no minimalismo. No documentário, um dos protagonistas relatou que tem uma namorada que não é minimalista, e eles convivem bem. Em outro ponto do documentário, essa mesma pessoa foi questionada se a convivência com uma pessoa que não seja minimalista daria certo. O mesmo respondeu que a base de tudo é o quanto você gosta e respeita a outra pessoa. E isso foi uma confirmação para o fantasma que sempre me atormentou, me questionando se é possível conviver com pessoas muito diferentes.

Mudando de assunto, o time está bem tracionado. Precisei mexer, dispensei duas pessoas que não estavam rendendo em aspectos técnicos e comportamentais, e me parece que o time atual está melhor. Não é fácil, mas prezo muito em ser profissional.

Voltei pra academia, mas sem ver praticamente nenhum valor, apenas para ajudar nas dores posturais que possuo.

Finanças Pessoais



Poisé, continuando o mês anterior, o patrimônio continuou definhando, desde as notícias sobre o corona vírus. Só que dessa vez o impacto foi bem grande. Pela primeira vez, foi uma queda bastante relevante para o patrimônio.

Os ganhos de Locaweb foram drasticamente reduzidos, o que estava já bem próximo de 50% no acumulado. IRB foi uma das empresas que menos sofreu com o impacto mais recente do vírus, apesar dos devaneios da Squadra. Empresas de auditoria bem relevantes soltaram notas afirmando que IRB está em dia com os informes e que não há indícios de fraude. Warren Buffet aproveitou e comprou um bom volume de ações, e não sou ninguém para questionar o maior investidor da atualidade.

Me incomodou ver que o patrimônio chegou a esticar em 1.805kk e depois do carnaval caiu drasticamente. Acho que esse é o primeiro bear market de fato que estou passando, onde tenho uma boa parte de participação em ações e FII's. Como venho afirmando, preciso passar por isso para aprender a lidar. Parece que chegou o momento.

Aproveitei a queda e peguei 1.000 ações de VLID3. Já estava de olho nesta empresa, aproveitei a queda de 13% em um único dia. Procurei segurar a ganância, e não comprei mais nada. Só comprei ações desta empresa, pois já vinha acompanhando não é de hoje. E por falar em acompanhar, também ando acompanhando Fleury, e fiquei impressionado em como ela não foi muito afetada (ainda) pelo corona vírus. Outra que estou de olho, e quem sabe em breve eu compro algo.

Também pretendo prestar mais atenção ao setor elétrico, e remanejar minha carteira para participar também neste setor. Esse ensaio já vem sendo feito, para participar de empresas bem estruturadas e boas pagadoras de dividendos. Não devo tardar muito para focar em empresas com essa característica, seguindo uma estratégia de hold e longo prazo. Lembrando dos setores que darei foco: bancos de varejo, saneamento, seguros e elétricas. O setor farmacêutico (Fleury e Raia Drogasil) também me interessa, além do de gás (BR Distribuidora distribui bons dividendos).

Atualização do patrimônio financeiro


Então, depois da choradeira, vamos aos números: patrimônio bruto em 1 milhão e 696 mil reais, uma queda de 40k no patrimônio bruto total. O aporte foi em torno de 23k, o que ajudou a compensar bastante a queda.

Perdi o patamar de 1.7kk, conquistado em Dezembro de 2019. Em relação ao mês anterior, por enquanto, até acho que foi uma "perda" de 40k (não perdi, não vendi nada, é o patrimônio projetado caso vendesse tudo). Se considerasse o pico de 1.805 kk, seria algo em torno de 100k de queda.

Sigo na expectativa de alcançar os 2 milhões até final deste ano. Vou pensar numa recompensa, pois é um marco passível de comemoração.

Até o ranking e o show dos milionários.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Atualização do patrimônio financeiro de Janeiro/2020

Atualização para cumprir tabela. Ao contrário do que o Engenheiro Investidor desconfia quando me cita aqui, na verdade eu ando muito atarefado. Não tem dado tempo nem de pensar em ficar depressivo, mas confesso que ando um pouco irritado.

Vida Pessoal


Vou parar um pouco de falar de FIRE. Andei lendo alguns posts recentes, de juras de amor até ódio declarado, e como tenho ocupado minha cabeça com coisas que me trazem mais dinheiro, não quis dar audiência. Minha impressão é que está virando um assunto batido, e eu não vou mesmo mudar o mundo.

Com base nessa linha de raciocínio, o que venho pensando mesmo é em como eu posso ajudar pessoas (que no meu entendimento, mereçam) a crescerem. E quando digo crescer, é desde um pontapé inicial até participar ativamente da jornada. Percebo muitos, principalmente jovens, perdidos num mundo tão cheio de dados (não informação) e tão pouca utilidade. Quando escrevo isso, é porque decidi ajudar uma pessoa que muito quero bem, e me ajudou a me tornar o que sou hoje. Assim como já escrevi aqui que eu e minha esposa somos totalmente o inverso um do outro, esta pessoa também age e pensa diferente de mim. Muitas preferências, dos mais variados assuntos, também são diferentes.

Por quê estou escrevendo isso? Porque eu fiquei careca de ler, de escutar, que pessoas para se darem bem, precisam ter gostos semelhantes. PORRA NENHUMA. Eu costumo me dar bem com pessoas que pensam MUITO diferente de mim, em muitos aspectos (menos na política, que não tenho saco de discutir com esquerdista e nem isentão). Então quanto mais eu leio por aí, que as pessoas precisam ter gostos parecidos para se dar bem, mais eu me convenço de que essa busca incessante por rótulos e estigmas é puro BULLSHIT. Eu não tenho o melhor relacionamento do mundo, e praticamente ninguém próximo que curte o que curto, mas eu vivo muito bem, obrigado.

Então, muito cuidado ao criar regras em um mundo onde as pessoas são sempre diferentes. Já cansei de ver casais que até só assistiam série "juntinhos", e hoje não estão mais juntos. Casais religiosos, amigos nerds, que depois discutiram, nunca mais se falaram, se separaram. Eu sou a prova viva que tudo isso é BULLSHIT.

Mudando de assunto, precisei reconfigurar o time que estou montando. Eu ando um pouco desgastado mentalmente, é o que tem tirado minha paciência ultimamente. Por mais que eu só queira trabalhar com pessoas dignas (isso que não me considero nada de demais), mas eu acabo exigindo uma postura de ownership dos que me acompanham. O problema nisso, é que raramente as pessoas têm esse sentimento, são meros empregados que precisam de ordens para poderem executar algo. Esse é meu conflito mais atual, procuro pessoas para se juntarem à mim, mas raras são as que puxam e não precisam de mim pra trabalhar.

Peso? Exercícios? Hahahahahaha nem sei mais o que significa. Eu me cobro uma atitude, mas não tem jeito. Sou gordo, penso como gordo, e é isso.

Finanças Pessoais


Depois de uma grande alta, vem o quê? Uma grande queda. Por mais anos e anos, eu ainda não aprendi. Preciso me habituar a colocar no bolso de tempos em tempos algo que subiu muito. Aí vem um vírus e bota todo o planejamento pra fuder. Desconfianças de desaceleração global, corona vírus e dificuldades em se seguir com reformas.

Me deixem com meu tão suado dinheirinho

Continuo na caminhada ao segundo milhão. Como a meta é esse ano, acredito que mesmo com esse impacto, será possível, mas talvez não tão cedo como estava projetando.

A novidade é que eu entrei num IPO da Locaweb, e entrei na categoria de lockup de 45 dias. No IPO estreou fechando em quase 20% de up algo que eu não esperava. Mas como alegria "de pobre" dura pouco, está meio que compensando as perdas que andei tendo.

E por falar em perdas, tá uma verdadeira guerrinha entre IRB e Squadra. Como caiu muito, penso em aumentar posição, mas assim como a maioria deve estar pensando, não estou muito convicto disso, se for comprovado que os balanços estão mesmo furados.

Para ajudar ainda mais nesse contexto, continuo aportando alto. Mas estou em vigilância, pois é capaz que um dos projetos que atuo seja finalizado em breve, ainda que eu não tenha recebido nenhum comunicado oficial.

Atualização do patrimônio financeiro


Vamos aos números: 1 milhão e 736 mil reais, uma alta de 27k, sendo 18k em aportes e 9k de aumento patrimonial bruto dos investimentos. E Fevereiro pelo visto vem bomba por aí.

Eu esperava chegar nos 2kk até metade de 2020, mas dado esse vírus e todas as dificuldades em que fazer reformas, é capaz que seja um ano muito conturbado em renda variável. Espero que eu esteja errado! Ainda tenho expectativa de chegar neste marco ainda em 2020, nem que seja em Dezembro.

Até o ranking e o show dos milionários.

quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

Atualização do patrimônio financeiro de Dezembro/2019

Que mês foi esse na bolsa? Fui positivamente surpreendido, já está antecipando minha meta para o ano que vem!

Vida Pessoal


Desde minha postagem sobre FIRE, uma jornada solitária?, venho me interessando cada vez mais sobre o assunto. Cada vez mais tenho trabalhado minha mente neste sentido, e muitos fantasmas estão sendo contornados.

Sim, no meu caso a jornada tem sido solitária, mas tenho revisto alguns conceitos para torná-la menos ardilosa. Neste fim de ano, usando do capital que não conto para o patrimônio, resolvi dar um presente melhor para meu filho, e agir de maneira mais solícita para com a família. Apenas essa pequena mudança já fez uma diferença enorme, venho percebendo que estava perdendo as pequenas coisas da vida. Talvez por ter aberto um pouco mais a mão, meu relacionamento deu uma melhorada muito boa. Eu já estava entregando os pontos, mas refleti que muito disso foi eu mesmo que procurei.

Também venho tentado propagar mais sobre FIRE, ao menos entre pessoas que possuem algum patrimônio e investem. Porém, percebo que ainda entre elas, é um assunto quase totalmente desconhecido, ou que não têm interesse mesmo. Ou ainda devem ser daquela parcela de pessoas que conhecem, mas conscientemente participam da corrida dos ratos.

Falando sobre os projetos, minhas negociações não foram bem-sucedidas, e isso quer dizer que possivelmente continuarei com os mesmos valores de sempre. Não é algo que me chateie muito, claro que gostaria de uma revisão, mas acho que ainda estou muito no lucro. A parte boa, é que por enquanto não irei optar por largar algum deles, como vinha esperando, eu me sinto mais habilitado em administrar. Isso será muito bom para manter a cadência de aportes e alcançar a meta de 2020 mais rapidamente.

O projeto que estou montando time, trouxe mais pessoas para ajudar. Nossa primeira entrega foi feita com louvor, e já estou criando tarefas e priorizando para nosso próximo produto. Tenho grandes expectativas de crescer no ano que se aproxima.

Sobre saúde e peso, minha saúde é daquele jeito, que em um momento está bem, e em outro nem tanto. Meio que me habituando com isso. Depois de recuperar um pouco de peso, eu retornei a me focar em perder peso, e consegui de fato perder o que tinha recuperado, e para as festas, eu relaxei um pouco, como era de se esperar. Mas eu procurei me comportar na comilança.

No geral, foi um mês tranquilo, com praticamente tudo o que me comprometi entregue. Várias confraternizações, bom pra estreitar relacionamentos com antigas amizades.

Finanças Pessoais


Bom, o que mais posso falar desse mês? Foi o melhor mês da história deste blog! Eu nunca tive um aumento de patrimônio tão grande em um único mês. Só pra lembrar, que na última atualização, meu patrimônio fechou em praticamente 1.6 kk, e neste já estou chegando num patamar que nem esperava!


Não tem como conter minha emoção, o IBOVESPA chegou em uns 117.820k, e teve uma pequena retraída para o que se projetavam em 115k pontos. Apesar do índice, não seria muito útil se minhas ações não estivessem ao menos equiparadas em crescimento, só que subiram bem mais! Mês em que não comprei nada, só fiquei assistindo o crescimento estupendo.

Atualização do patrimônio financeiro


E vamos ao que interessa, como post de encerramento de 2019! Tive um aporte de 18k, e fuckings ultra mega valorização de ativos em 90k!!! Ou seja, em um único mês, tive um aumento patrimonial bruto de mais de 100k, em exatos 108k!!! O bom velhinho desse ano foi muito generoso!


Com isso, novo patamar atingido de 1.7 kk, em exatos 1 milhão e 709 mil reais! Fecho aqui meu último balanço do ano mais animado do que nunca, e que 2020 seja um ano de crescimento exponencial!

Até o ranking e o show dos milionários, estou mais confiante de chegar nos 2kk ano que vem!

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Retrospectiva 2019

Esse foi um ano de reviravoltas sem nenhuma dúvida. Reviravoltas no campo pessoal e profissional. Para simplificar, vou citar cada um dos meses. Lembrando que a postagem é sempre sobre o que aconteceu no mês anterior.

Janeiro

Iniciando o ano com patrimônio acumulado em 1 milhão e 264 mil reais. Vindo da minha transição para trabalho home-office de Outubro de 2018, estava em um momento passando por riscos do projeto ir por água abaixo. Na verdade, desde o início já havia esse sentimento, e como era meu primeiro projeto neste modelo, obviamente estava errando e procurando aprender. Tive um mentor, conhecido de longa data em trabalhos anteriores, que me ajudou muito a liderar um time 100% remoto. IBOVESPA avançou apenas neste mês cerca de 10 mil pontos, em uns 97 mil pontos, sendo que havia fechado em torno de 87 mil pontos em 2018. Um dos meses em que o patrimônio bruto apenas dos investimentos mais cresceu.

Fevereiro

Esse foi o mês do desastre na Vale, e eu fiquei de fora. Hoje vejo que poderia ter me posicionado forte, e com isso mais uma vez aprendi que o pânico é passageiro. No âmbito pessoal, sempre de olho na saúde e nas metas de estudo. Mês em que comecei a atuar mais em programação, experimentando coisas novas, já que o time começou a tracionar mais no automático. Porém, durou pouco tempo, fui direcionado para outro projeto.

Março

Projeto novo, foi o que mais me deu dor de cabeça. Cliente difícil, na verdade dois que conflitavam interesses. Tive um estresse leve com um dos membros do time, que surtou e foi imediatamente afastado. Fui novamente chamado pra liderar, o time começou a tracionar, justificou ter trazido ainda mais gente pra ajudar. Ainda fiz swing trade com IRBR3, dado que mais tarde passaria a adotar uma estratégia de segurar. Li o livro "a sutil arte de ligar o F#da-se"e achei razoável. Subida tímida de patrimônio.

Abril

Mês em que registrei gastos maiores que minha média. Queda leve no patrimônio bruto dos investimentos, subida pequena no geral com o aporte. No "novo" projeto, mal sabia eu o estresse que seria, o que me fez refletir sobre até que ponto valia a pena assumir um papel de liderança. Comprei alguns lotes de ações, aproveitando a retração do mercado.

Maio

Fiquei arriado com chikungunya. Trabalhando em casa me ajudou bastante a ainda assim conciliar, mas ainda assim não era fácil, devido às dores intensas no corpo, reações alérgicas de pele e muita coceira. Muito debilitante. Lançou o ebook de análise fundamentalista que até hoje não comprei e não estudei. Time no projeto no auge da tração.

Junho

Mês que me marcou, pois em apenas uma semana sem projeto (o que estava foi cancelado) foi o suficiente para dar uma pirada. Para completar, também foi um momento difícil no lado pessoal. Ficar sem recorrência, comecei a pensar muito sobre aposentadoria antecipada. Percebi que não era pra mim ficar sem trabalhar, e que FIRE é uma conquista para nos proporcionar maior liberdade de escolha. Foi inclusive meu patrimônio que me deu "coragem" para sair da vida tradicional de escritório, partindo para trabalhar em projetos no modelo home-office.

Julho

Já registrei no blog que as portas tornaram a se abrir, depois do susto. Consegui pegar dois projetos, e embora pareça maluquice, até hoje consigo administrá-los. Mês em que comprei muitos lotes de TRIS3 por 6 reais, vejam a cotação de hoje hehehe. Novos 100k conquistados. Sempre procurando iniciar estudos em análise fundamentalista, porém com mais carga de trabalho, ficou nítido que não conseguiria priorizar.

Agosto

Viajei duas vezes a trabalho, aproveitei e engordei, tudo custeado por eles. Comecei a me posicionar em varejo, comprando LREN3 e MGLU3. Quando os juros caíram em 6%, veio Trump com seu dedo podre postar merda no twitter, derrubando o mercado perto do fechamento do mês. Peguei um novo projeto, de um antigo conhecido, e comecei a montar time. Decido separar os rendimentos deste projeto e não contabilizar como patrimônio.

Setembro

Tentei classificar os projetos, mas depois vi que ia dar muito trabalho e ficaria confuso. Comprei TIMP3 e TRIS3 se tornou a minha mais nova queridinha, mal sabia que seria tão relevante. Primeiro aporte grande, devido à maior dedicação e volume de trabalho. Criei uma postagem sobre aposentadoria e trabalho, como reflexão pela experiência que passei, refletindo sobre o sentido de FIRE.

Outubro

1 milhão e meio, rumo aos 1.6kk como meta do ano. Mês morno, com muito foco nos projetos. Aporte grande pra compensar a subida tímida da bolsa. Comecei a me posicionar mais pesado em FII's a partir deste mês, mais ou menos.

Novembro

Bolsa subiu muito! Junto com meu aporte, 60k de up! Comprei Mils, Vivara, Locamérica. Me posicionando pesado em ações, ao meu ver e na minha realidade. Postei sobre FIRE e solidão, o que rendeu muitos comentários.

Dezembro

Enfim consegui chegar em mais 100k de subida, meta do ano em 1.6kk alcançada. Bolsa caiu de volta, voltou aos 108k do mês anterior, expectativa de varejo dar uma animada no próximo balanço trimestral. Postagem sobre as pessoas não lidarem com a verdade, pois discuti com alguns conhecidos, por colocar a verdade em cima da mesa. Quem quer moleza, fica fazendo textão na internet. Vai trabalhar, vagabundo.

(Durante Dezembro)

Bolsa subiu ao patamar projetado de 115k, aportei bastante, e quase chego (ou chego, ainda vou contabilizar) em 1.7kk, já antecipando bem os planos de 2020 :)

Fechando por aqui, quis fazer um resumo para ter noção de tudo o que passei. Feliz 2020, que venham muitas conquistas!

domingo, 8 de dezembro de 2019

As pessoas não aguentam a verdade

Olá, meus nobres. Venho aqui pautar um assunto que muito me perseguiu de muito tempo pra cá.

Não é surpresa que nosso perfil aqui na finansfera seja o de muito esforço pessoal, e isso inclui nos sacrificar muito no presente em prol de um futuro mais livre. Nosso perfil mais conservador, mais reservado e observador, também nos leva normalmente a sermos mais diretos e sinceros.

O grande problema, quando falamos da Matrix, é que muitas pessoas nela valorizam as interações sociais, mesmo que isso signifique agir como um "maria vai com as outras" para ser mais aceito, pertencer à algum grupo. Isso não se limita apenas às mídias sociais mais populares, como também as profissionais. Nas redes sociais profissionais, só vejo postagens de pessoas de sucesso, que acordam todos os dias super motivadas para pensar fora da caixa, fazem longos posts abordando verdadeiras juras de amor eterno aos seus empregadores, postagem do estilo "recolocado", esses coaches dos infernos que desconhecem a realidade individual de cada pessoa e vendem felicidade. E ainda os que querem aparecer colocando no próprio nome "Fulano da Silva ITIL COBIT PMP PICA DAS GALÁXIAS". Esse último muitos alegam que colocar certificações e afins nos respectivos nomes ajuda os headhunters a buscarem por esses profissionais, mas aí eu questiono: quem se garante, precisa mesmo dessa exposição exagerada?

Enfim, fiz todo esse paralelo, para ilustrar até onde vale a pena agir feito um macaco para ser "bem aceito" perante sociedade. Eu mesmo tive uma infância um pouco conturbada, e sempre fui excessivamente cobrado. Como nunca tive um perfil socializável, juntando com esse tipo de cobrança, hoje me tornei quem sou, e cheguei no patamar que cheguei, por esforço próprio. É claro que não posso se injusto com pessoas mais próximas, que ajudaram de certa maneira nessa jornada, ainda que 98% de esforço tenha sido exclusivamente meu.

Contexto devidamente introduzido para o tema do título. Desde que passei a me livrar do receio de me relacionar e de expôr minhas opiniões frente à realidade das coisas, menos pessoas vêm participando de meu círculo de comunicação. Se antes eu não tinha muitos contatos por timidez e insegurança, hoje me sinto bem mais seguro e despreocupado em expôr minha opinião, só que isso, ao invés de antes tomar mais pra mim, agora muitos se sentem ofendidos ou não querem simplesmente aceitar os fatos. Eu permaneço aprendendo, ninguém é dono da verdade. Eu já mudei de opinião muitas vezes, e pra mim isso não é fraqueza. Só que, ter opinião hoje em dia, além de ser raro, é muito criticado e nos tornamos alvos de um patrulhamento virtual sem precedentes.

Em termos práticos, eu já não uso mídias sociais há muito tempo, porque fiquei de saco cheio desse patrulhamento. Muitos que falavam comigo, não falam mais. Venho saindo de aplicativos de mensagem, por um lado motivado por isso. Porém, mais recentemente, até mesmo os que aparentemente compactuam de opiniões semelhantes, estão dando "piti". Embora públicos diferentes, o motivo é o mesmo: as pessoas não aguentam a verdade.

Na minha área de atuação, para se dar bem, é necessário que sejamos auto-didatas, que estudemos o tempo todo, que sejamos muito curiosos e que sejamos muito proativos. É uma área para se estudar até morrer, sem descanso. Eu vivo falando, que o mercado de TI não é protegido, ou seja, absolutamente qualquer pessoa pode ser um programador.


Ainda que exista um vasto mercado onde faltam realmente bons profissionais, este mesmo mercado é exigente. Eu já lidei com profissionais que muito me ensinaram e nem tinham formação acadêmica, ao compasso que já lidei com doutores que nada sabiam. De uns anos pra cá, muitos dos meus contatos profissionais se mandaram do país. Está voltando a ter uma demanda absurda por aqui, o que pra mim tem sido uma grande oportunidade, tanto que estou com um monte de projeto nas minhas costas. Há demanda, não há profissional.

Aí, quando vêm pessoas de outras áreas querendo se tornar programadores, eu não meço palavras. Mando a real, até mesmo para ver o quanto vão querer mesmo se empenhar em aprender e crescerem em uma área tão exigente. E a maioria dessas pessoas, ao invés de enxergarem uma oportunidade para tomar o protagonismo pra si, voltam para suas respectivas zonas de conforto, se sentindo ofendidas e não aceitam críticas construtivas e realistas. E aí, eu mais uma vez me torno vilão.

Por um lado, essas mesmas pessoas continuam na Matrix e não querem tomar uma atitude para tomarem o protagonismo de suas vidas. Meu patrimônio é apenas uma consequências das escolhas que fiz, e tenho certeza que não fiz outras escolhas, e que poderia estar morando em outro lugar, e com patrimônio muito maior que o atual. Mas eu fiz escolhas, e coloquei na minha cabeça que eu não queria ser mais um na corrida dos ratos.

Por outro lado, cada vez menos pessoas fazem contato, menos entendem a real das coisas que coloco, e assim vou ficando cada vez menos "popular". E isso me faz pensar, se seria melhor conviver num mundo boçal e distorcido, porém sem ser tão mirado como o errado, o chato. Da mesma forma que minha família não participa da jornada de liberdade financeira, usaria o mesmo mindset de não me expôr e conviver ainda discordando.

Acho que esse é o principal problema de nosso perfil: somos incompreendidos e lobos solitários. Hoje estou numa vibe que não quero mais ter razão em nada, só quero seguir minha vida sem ninguém enchendo meu saco. Só me chateia querer ajudar a quem desejo o melhor, e estes se comportarem como bonobos apertadores de botões na Matrix.

O lado positivo disso tudo, é que paro de perder tempo com assuntos que não me agregam valor. Passo a usar melhor tempo e energia em coisas que me tragam mais valor pessoal ou profissional, infelizmente numa pegada mais egoísta. Como acho que todas as pessoas buscam alguma satisfação em ajudar outras pessoas, permaneço querendo ajudar quem realmente possua esse entendimento e se permita.

Já bastava a época em que eu discutia por política, em vão. Esse mundo tá um saco de aturar, cheio de ofendidinho que não aceita crítica ou opinião contrária. Geração leite com pêra, e não apenas dos mais novos, não. Tem muito adulto bem mais velho que eu embarcando nessa.

Esse post foi mais um desabafo mesmo, e acredito que seja um contexto bastante comum na finansfera. Se trata de mais um viés que contribui muito para o que foi tratado nessa postagem sobre a jornada solitária FIRE.

domingo, 1 de dezembro de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Novembro/2019

Mês mais tímido em renda variável, mas ainda assim consegui aproveitar boas oportunidades. Postagem mais para cumprir tabela.

Ah, a postagem sobre FIRE, uma jornada solitária? foi um sucesso, acho que nunca tive tantos comentários em uma única postagem, na história deste blog. Assim eu animo e passo a fazer mais desse tipo.



Vida Pessoal


Dei uma relaxada monstra na academia e nos exercícios. Viajei a trabalho. Não cheguei a me pesar, mas o cinto já denuncia. Mas relaxei também para me recuperar da estafa, e estou melhor. Por conta da viagem a trabalho, eu tive uma recaída, dormi muito quando cheguei. Valeu a pena, sensação de missão cumprida.

Este foi o penúltimo mês de trabalho hard-core. Estou chegando agora no último para fechar com chave de ouro. Já ando me articulando para diminuir o ritmo, talvez permaneça em um dos projetos em part-time, se permitirem. Estou ponderando para escolher, e esse que viajei aparentemente me manterá recorrência ainda por algum tempo.

Bom, voltando a falar de saúde e peso, como eu enfiei o pé na jaca nessa viagem, agora me coloquei a meta para segurar a onda até o Natal. Achei bem legal que o Engenheiro Investidor esteja em um ritmo de perder peso. Está postando seu diário de bordo, e está dando muito certo. Suas metas de perda de peso já alcançadas, é o que pretendia até final deste ano. Como eu dei uma relaxada, pelo visto não vou chegar nem perto. Mas sem me culpar, retomando e penso em criar uma rotina também. Sem disciplina, sempre haverá espaço para recaídas.

Bom, eu tive um imprevisto, e fiz uma merda do tamanho de um bonde. Isso resultou que tive que fazer uma obra de reparação gigante em casa, e gastei uma grana ferrada. Todo aquele dinheiro disponível foi gasto nisso, e ainda precisei tirar mais do bolso. Paciência.

Gastei com um presente também, que prometia há tempos. Consegui mais em conta do que o anunciado na black fraude.

Finanças Pessoais


Aproveitei a soltura do molusco e comprei mais ações IRBR3, no dia caíram uns 4%, e já deu resultado positivo. Pouco antes da black friday, também comprei ações MGLU3, aproveitando uma boa queda recente. Também já estou no positivo. Fazendo valer a máxima de "venda ao som dos violinos e compre ao som dos canhões", sendo que fiz boas compras, ao meu ver.

Esse mês a bolsa caiu, retornou aos 108 mil pontos, e apesar de terceiro mês consecutivo no positivo, foi uma subida mais tímida. Vamos ver se os resultados, principalmente de varejo, darão uma animada neste trimestre.

Atualização do patrimônio financeiro


Foi na trave, mas consegui bater a meta que estipulei para fechar o ano. Mesmo que haja alguma oscilação pra baixo no mês de Dezembro, ainda farei um aporte razoável que acredito que possa compensar. Mas espero que o bom velhinho nos presenteie com um fechamento melhor que Novembro.

Com isso, computando 24k de aporte e 17k de rendimentos brutos totais dos investimentos, cheguei ao patrimônio bruto total de 
1 milhão e 601 mil reais. Pronto, meta do ano alcançada. Após o próximo aporte, vou relaxar.

Até o ranking e o show dos milionários!!!

sábado, 23 de novembro de 2019

FIRE, uma jornada solitária?

FIRE, para quem não sabe, significa Financial Independence Retire Early, ou seja, um movimento bem relevante sobre os esforços individuais para sair da corrida dos ratos, para levar uma vida mais leve e independente de terceiros.

Infelizmente, poucos possuem discernimento ou até mesmo interesse em abdicar de luxos ou comportamentos imediatistas em prol de uma vida sem a dependência de um contracheque que te aprisiona. Para complicar ainda mais a jornada, pouquíssimos têm a sorte (ou providência) de ter alguém próximo, ou até mesmo um parceiro(a) que valorize tanto, quanto nós que buscamos. Eu sou um desses que não teve o privilégio de ter uma companheira que fale a mesma língua.

Me parece que a maioria que busca FIRE, está trilhando uma jornada solitária, mesmo tendo alguém "ao seu lado". Eu posso falar por mim que, desde bem antes de casar e ter filhos, ainda solteiro, foi desde meu primeiro salário de estágio que eu já economizava o máximo possível, então a disciplina de poupar sempre foi algo bem natural pra mim. E se tem algo que dificulta, e muito, é não ter alguém próximo para dividir essas conquistas com transparência.

Ainda falando de minha situação, minha esposa é o oposto de mim, não apenas sobre lidar com dinheiro, como em muitos assuntos. Por falta de compatibilidade de interesses, até mesmo temos poucos assuntos em comum. Felizmente, filhos é um assunto, ao menos este, que está em comum.

Antes que alguém pense que eu planeje uma separação, eu já pensei algumas vezes, sim. Mas quando uso o racional, concluo que minha personalidade sempre foi o de uma pessoa solitária, mesmo estando casado e com filhos. Eu valorizo muito, e me sinto muito confortável em meus momentos solitários. Então, passar por um processo de separação, perder metade do patrimônio que tanto lutei para conseguir, não estar com filhos com a frequência de hoje, tenho até pesadelos só de pensar. Quem conhece a história de vida de Warren Buffet, sabe que esse jeito solitário para lidar com relacionamentos, também tem a ver com ele, mas não que eu me ache alguém que chegue aos pés dele. Cito isso, pois me parece que quem trilha um caminho com foco em investimentos, parece que deixa todo o resto em segundo plano. Isso parece ser o caso dele, e é definitivamente o meu.


Eu tenho um amigo pessoal, que tem uma companheira que valoriza tanto investimentos quanto ele. Yuka, do blog Viver sem Pressa, também possui um companheiro que possui os mesmos interesses que ela nesta jornada FIRE. Só posso afirmar, que ambos possuem um tesouro. Acredito que a jornada a dois é muito mais prazerosa, muito menos dura. Mas eu não os invejo, acredito que as pessoas lidam com fardos que são capazes de carregar. Por algum motivo que nunca serei capaz de entender, preciso lidar com a jornada sozinho.

Engraçado, que eu comecei a escrever este post para falar sobre FIRE, e fatalmente caí numa vertente de jornada solitária. Acabei de alterar o título deste post, já que dei este foco.

Fire from Home Alone 😜

Será se a jornada solitária compensa? Poderiam pessoas tão diferentes conviver bem mesmo assim, principalmente quando o assunto é FIRE? Para mim, até ano passado (este ano consegui mudar alguns comportamentos para me libertar da prisão que FIRE pode proporcionar, possível post futuro), foi bem difícil. Eu me tornei (até ano passado) uma pessoa mais mão fechada ainda, pra mim uma das coisas que mais importa é me tornar FIRE (spoiler: já o sou, outro assunto para um próximo possível post). Não explicitar isso, por um lado eu sinto como se estivesse enganando quem está próximo, mas por outro, sem me sentir superior nem nada, poderia prejudicar os relacionamentos, pois como escrevi no início deste post, difícil que as pessoas tenham discernimento ou interesse. Desfrutar FIRE silenciosa e solitariamente, vale a pena? São cenas dos meus próximos capítulos.


Até mais, pessoal!

sábado, 2 de novembro de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Outubro/2019

Que mês foi esse na bolsa? Fiquei ó... De cara


Vida Pessoal


Mais pro final do mês, precisei dar uma desacelerada, a estafa me pegou de jeito. Ainda estou me recuperando, venho trabalhando semanas sem descanso. Comecei a ficar muito agitado e acordar durante a madrugada. Esse não foi um mês muito tranquilo pra minha saúde. Ainda bem que esse ritmo insano está acabando.

Projeto freelance caminhando, parece que em breve vai iniciar uma nova fase. Andei planejando os próximos passos, e enfim vamos entrar na parte da inovação.

Outros projetos andando devagar.

Reforçando sobre academia, diminuí mesmo o ritmo. Embora o comentário em meu último post do "Um Peão Playboy", permaneço não gostando de puxar ferro. Não vejo meu estilo de vida em volta desse ambiente de maromba. Aquela musiquinha de academia e maior parte de papos vazios sobre musculação, nunca tive paciência. Porém, eu encontrei uma atividade aeróbica que me dá mais prazer praticar, e acreditem se quiserem, eu já perdi quase 5 kg desde a minha última postagem, em um único mês. Esse "milagre foi muito exercício e fechar a boca. Estabeleci algumas metas pequenas para perda de peso, mas como fui pego pela estafa, dei uma diminuída recentemente.

Esse mês eu me dei de presente uma grana em conta, que não contabilizo para o patrimônio. O objetivo é começar a sentir o gostinho, e gastar sem dó, do tanto que já acumulei. Até mesmo um trabalho por fora que venho juntando numa conta à parte e que também não estou contabilizando como patrimônio.

Minha conta do cartão de crédito, como tenho usado bem menos ele, está bem mais baixo. Estou com uma noção melhor de para onde que estão indo meus principais gastos com ele.

Finanças Pessoais


Vamos falar de coisa boa? Eu aumentei substancialmente minha posição em ações. Entrei em quatro empresas novas, e aumentei minha participação em algumas que já era sócio. O resultado disso: esse mês foi o mais surpreendente do ano em aumento patrimonial bruto.

IBOVESPA chegar no patamar de 108 mil pontos foi bem mais do que eu estava esperando, e projeta-se que cheguemos ainda este ano aos 115 mil pontos. Muito otimismo no ar, mas será se é pra tanto? Há quem creia em 140 ou 150 mil pontos para ano que vem!

Já mais que dobrei em Trisul, ao menos a maior parte do que comprei inicialmente. Até Petrobras subiu muito, embora alguns bancos tenham tido quedas mais expressivas, menos Itaú. Reservei ações da C&A, vendi boa parte colocando lucro no bolso, entrei em Locamérica, Mills, Vivara. Essa última não flipei como planejei, teve um rateio muito grande pois não aderi ao lockup. Então manterei ela para longo prazo, principalmente por não ter concorrentes com capital aberto.

Enfim, tô bem animado com bolsa! Novo corte de 0,5% na taxa de juros, gringos voltando, o otimismo está no ar. E isso se resume em subida de patrimônio com rendimentos para 37k! Acho que foi a maior subida registrada em toda a história do blog!


E para completar esse aumento espetacular, também aportei 23k, totalizando um aumento bruto, em um único mês, de 60k! Isso já desconsiderando um pouco de dinheiro que estou usando para me agradar, e ainda o que estou conseguindo com outro freelance que estou guardando em separado.

Atualização do patrimônio financeiro


Então, para um aumento de destaque, como nunca antes consegui, cheguei ao patrimônio bruto total de 1 milhão e 560 mil reais. Se o otimismo continuar nesse compasso, quem sabe já consigo alcançar os 1.6kk na próxima atualização?

Até breve!

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Setembro/2019

Novo marco alcançado! Bateu na trave, mas foi gol :)

Um adendo: não vou mais comentar pontualmente sobre os projetos. Quis fazer algo organizado, mas acho que é bobagem. Tendo algo relevante, compartilho por aqui.

Vida Pessoal


Relação com família melhorou um bocado. Parece que eu tenho feito melhor meu dever de casa de prestar mais atenção.

O projeto freelance mais recente, tem me dado um bom trabalho. Felizmente, tem dado ótimos frutos, e o time que está atuando comigo está bem comprometido. Estimo que futuramente consiga ganhar bem mais relevância.

Os outros projetos, andando bem. Até um que estava estacionado, deu uma boa andada neste mês. Como eu sou um só, quando algo anda, outro fica esquecido.

Tô meio de saco cheio de academia. Vou diminuir a frequência para fazer apenas musculação poucas vezes, e procurar alguma outra coisa aeróbica. Não gosto de fazer nada obrigado, e não consigo aceitar que haja quem realmente goste de fazer exercícios mecânicos e sem fundamento. Eu sou daqueles que preferem fazer alguma atividade que ao menos traga algum prazer.

Minha conta de cartão de crédito me assustou, mas tive alguns gastos extras fora do normal. Ficarei mais atento.

Finanças Pessoais


Não fiz nada relevante nesse mês. Eu preciso direcionar melhor meu dinheiro parado, que está rendendo pouco, porém rendendo.

Apesar do IBOVESPA ter dado uma boa subida, meus investimentos subiram, mas menos em comparação aos últimos meses. Isso porque as ações que possuo não subiram tanto, rendas fixas como há um bom tempo rendendo quase nada, e minha maior passividade quanto aos investimentos. Mercado anda subindo bastante, então não tenho visto nenhuma grande oportunidade.

Trisul desmembrou, e teve uma leve queda para o preço estipulado em follow-on, que eu participei. Como comprei bem mais em conta, continuo tranquilo.

Algumas ações que penso em entrar, e aumentar minha participação. Talvez faça alguma coisa durante Outubro.

Eu venho pensando bastante, entre o custo de eu mesmo aprender a analisar as ações, e seguir pessoas que vendem seus relatórios. Talvez eu precise aprender o básico, saiba o essencial para entender indicadores fundamentalistas e macroeconômicos, mas deixe a profundidade para terceiros, para assim apoiar minhas decisões. Sei que muito se fala sobre aprender a analisar por si só, o problema é dispor de prioridade diante de minha força de trabalho.

Fiz um novo aporte monstro, maior que no mês anterior. Até mesmo pra compensar a subida menor dos rendimentos.

Atualização do patrimônio financeiro


Vamos ao que interessa: Bati na trave, mas com o aporte de 23k e subida de 12k dos investimentos. Alcancei o novo patamar de

1 milhão e 500 mil reais.


Um milhão e meio! Eis um novo marco!

domingo, 22 de setembro de 2019

Aposentadoria é muito mais do que parar de trabalhar

Eis o que me deparei: https://g1.globo.com/bemestar/blog/longevidade-modo-de-usar/post/2019/09/22/aposentadoria-e-muito-mais-do-que-parar-de-trabalhar.ghtml

"as pessoas que planejam a aposentadoria focam apenas no aspecto financeiro, esquecendo-se que este é também um exercício psicológico"

Não sou fã da globo, nunca fui, mas navegando acabei caindo nessa postagem. Reflete de forma resumida o que passei há alguns meses, na atualização de Maio que aproveitei para comentar sobre uma experiência de ficar sem recorrência como fruto de meu trabalho. Por mais que tenha sido pouco tempo, foi suficiente para que desse uma pirada.

De fato, pelo menos desde que comecei a contabilizar, antes da criação desse blog, me foquei apenas no aspecto financeiro. Me sacrifiquei muito, principalmente nos sete primeiros anos, a ponto de mudar minha maneira de agir. Apesar do sacrifício, não me arrependo, e a única coisa que mudaria, é que teria iniciado muito mais cedo a comprar ações.

 Olhando para o presente, penso que posso ficar muitos anos sem trabalhar. Mas nesse pouco tempo que fiquei sem trabalho, passei por um turbilhão de emoções. Foi muito estranho ficar em casa, ainda que com alguns hobbies e passatempos, sem nenhum tipo de compromisso. Achei que ia ficar bem, mas os primeiros dias foram bem difíceis. Me senti muito mal, um inútil perante sociedade. Estranho ter pensado assim, depois de alcançar um patrimônio tão relevante, mas parece que, naquela situação, todo o sacrifício feito por tanto tempo foi apagado por um momento tão curto.

Me parece que essa visão de ficar curtindo hobbies e passatempos por tempo indefinido não funciona pra mim. Incrivelmente, logo depois da experiência, consegui outro projeto, e pouco tempo depois ainda arrumei mais outro. E hoje em dia, sem ter procurado, estou tocando mais um. Parece loucura, como de repente de nada para super atarefado. E quem duvida, ainda consigo manter tanta coisa sem precisar me sacrificar virando noites ou trabalhando finais de semana. Como o trabalho é remoto, consigo administrar bem, inclusive com vida pessoal.

Então, creio que deverei continuar trabalhando, mesmo que chegue em um novo patamar de patrimônio. Me coloquei como objetivo me manter nesse ritmo até final deste ano. Para ano que vem, quero diminuir o ritmo para me dedicar em algo relacionado com investimentos, preferencialmente em assuntos direta e indiretamente relacionados com mercado de ações.

Nem sou de sair da rotina de atualizações, mas quis registrar. Não planejo parar, mas diminuir o ritmo e me dedicar a outro caminho. Até mesmo me enchi de estudar coisas na minha área, ler artigos, participar de eventos, sequer falar sobre. Quero fazer o de sempre, estudar o necessário e vida que segue, acho que tenho muito mais a contribuir me aprofundando em investimentos.

Isso que importa!

Até a próxima!

domingo, 1 de setembro de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Agosto/2019

Receita veio bombando, como relatei na última postagem. E ainda há mais coisas boas vindo por aí!

Projetos


Vou chamar os projetos de codinomes com personagens do jogo Chrono Trigger, assim facilita a identificação. Abrindo uma seção apenas para isso.


Um dos melhores jogos que já existiu
Vamos lá:

- Projeto pequeno que terceirizei: Magus. Tem potencial, mas é o patinho feio. Fica mais deslocado dos demais, mas sabe-se que pode ficar bem relevante.

- Que iniciei e tenho menos bagagem: Marle. Sempre ficava pra escanteio, não dava muita importância para evoluir seus skills como os demais, mas tem momentos que precisava usar para continuar a história.

- Projeto que iniciei mais recentemente, e tenho mais skill: Robo. O maluco tem um monte de ataque bom, e sempre vale a pena usá-lo, embora seja o mais lento.

- Projeto de empreendedorismo: Lucca. Nem precisa explicar muito, tá sempre querendo inventar moda. É o que não me traz retorno imediato, mas tem toda pinta de conseguir destaque grande em receitas futuras.

- Surgiu há pouco tempo, é novidade. Velho conhecido, passou por umas situações meio brabas, mas lembrou de mim e sempre foi fiel. Esse é o Frog.

Poisé, não teve referência ao protagonista mudo Chrono. Era o protagonista, todos gostavam deve, muito habilidoso e dificilmente ficava de fora para decidir. Esse pode ser meu futuro sócio, ou quem sabe eu mesmo poderia ser considerado, sem falsa modéstia.

Ah, biquei um outro que nem irei mais considerar. Desisti, muito aborrecimento, prefiro curtir qualquer coisa.

Personagens apresentados, seguimos.

- Magus entrou em uma fase crítica agora. Agora que eu vou ver se vai vingar, é o momento chegado que mais me preocupa. Estou de olho.

- Marle caminhando bem. Tem seus desafios, estão começando a marcar mais, mas nada que precise ficar preocupado.

- Robo devagar, quase parando. Surge tarefa, faço rapidamente, entrego. Demora pra testar, só fico atento se algo volta, para arrumar rapidamente. Mas normalmente segue.

- Lucca: Montamos uma arquitetura melhor, refazendo umas partes, e tenho um desafio saindo de minha zona de conforto.

- Frog teve mais a minha atenção recente, para mostrar serviço. Teve uma mudança repentina, consegui organizar o que fazer para mostrar valor, agora é meter pau e começar a entregar.

Vida Pessoal


Agora sem falar de trabalho. Comecei a curtir uma cadeira decente que comprei mês passado, já que fico a maior parte do tempo trabalhando em casa. Minha saúde melhorou, principalmente a mente. Voltei a frequentar academia, mas ainda sinto as dores, e isso deve me atrapalhar pelo menos esse ano todo.

Tenho prestado mais atenção à família, apesar de estar cheio de trabalho. E as coisas parece que estão melhorando.

Bom, como eu ando cheio de trabalho, não tenho tido muita prioridade pra fazer outras coisas. Leio assuntos sobre investimentos esporadicamente e enquanto estou na academia fazendo algo aeróbico.

Finanças Pessoais


Não vendi ação nenhuma rs, aproveitei e aumentei algumas participações e entrei em um novo papel: TIMP3. Tenho ouvido muito murmurinho sobre a PLC que supostamente beneficiará a Oi, e a Tim é um forte candidato a comprar a Oi.

Entrei também em três FII's, para começar a adicionar mais liquidez e fluxo de caixa em renda variável. Eu sei que ações tenho liquidez praticamente imediata, mas quero dizer sobre longo prazo, em ficar muitos e muitos anos com os ativos.

Minha queridinha TRIS3 deu uma valorizada monstra, eu nunca esperei ter um papel que valorizasse tanto em tão pouco tempo. Mais pro fechamento do mês, SAPR4 também teve uma alta bem impressionante, e desconheço algum motivo concreto.

Como eu me considero novato em ações, nunca amarguei nenhum período muito longo de grande desaceleração, eu tenho trabalhado mais o meu psicológico para as quedas pontuais que tem havido, principalmente para Agosto, mês do desgosto. Eu comprei com calma mais um pouco, e não vendi nada. E ainda um mês que foi ruim frente ao restante do ano, ainda assim consegui obter lucro.

E aporte MONSTER! E virá mais um em seguida, pelo que estou planejando.

Atualização do patrimônio financeiro


20 fuckings k de aponte e rendimentos passivos brutos de 15k no patrimônio, up de 35k, totalizando um patrimônio total de 

1 milhão e 465 mil reais.

Até o ranking!

domingo, 4 de agosto de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Julho/2019

Resolvi diminuir o ritmo de segurar grana. Esse mês viajei à trabalho e comprei um ar condicionado novo, pois o meu deu ruim. Continha do cartão de crédito virá daquele jeito, porém eu terei uma boa receita nesse mês de Agosto.

Vida Pessoal


Projeto pequeno com orçamento aprovado, começou a andar. Está na fase de criação de assets estáticos e pretendo validar com o detentor do projeto. Acho que ainda não possuem noção do quanto complexo o projeto poderá se tornar, acho que vão levar um susto. Desconfio que irão querer ir pelo mais simples possível, mas temo que não agregue tanto como experiência do usuário. Próxima atualização devo ter novidades concretas.

Projeto que iniciei, indo bem. Tem uns desafios, e como não é minha área de domínio, acabo batendo mais cabeça do que gostaria, mas está fluindo. Não estou como sênior, então espero que contem comigo como menos. Fora isso, vai em ritmo bem devagar, dá pra conciliar com outras coisas.

Viajei, espaireci, gostei bastante. Sair da rotina é muito bom. Comi que nem um boi, dor de barriga é claro, mas valeu. Tudo por conta da empresa, tem que aproveitar.

Coloquei mais memória no meu computador, e encomendei uma cadeira decente, já que trabalho em casa.

Finanças Pessoais


Metade do mês foi supimpa, o resto deu uma miuchada. Achei que ia tomar preju, mas até que fui melhor do que esperava. Aproveitei para comprar ações que não tinha antes: LREN3 e MGLU3 (isso mesmo). Estou com expectativas boas para varejo, gostei dos fundamentos de LREN3, e não poderia ficar de fora de MGLU3, e queria comprar antes do anúncio oficial do desmembramento. Comprei por algo em torno de 265 reais, e fechou na última sexta-feira por uns 283. Desmembramento é no dia 6, espero que isso aumente consideravelmente o volume de negociação.

Holdei TRIS3 e comprei mais alguns lotes de CMIG4. Segurei minha onda para não começar a diminuir PETR4, mas parece que enfim virão bons ares por aí, pelo menos parece com tantos braços que estão vendendo.

Minha expectativa é que a reforma da previdência retome com força total nos trâmites. E que ótima notícia que nossos juros foram reduzidos em meio ponto percentual, passando para 6% ao ano. Mas não se pode nem comemorar, que Trump retaliou China, no dia seguinte! Assim não dá!


Conforme sinalizei na última postagem, aporte menor que nos últimos meses, mas ainda bem relevante.

Atualização do patrimônio financeiro


E ao que interessa: 6k de aporte e rendimentos brutos de 22k, up de 28k, totalizando um patrimônio total de 

1 milhão e 430 mil reais.

Até breve.

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Junho/2019

Bolsa subindo, passamos de 100 mil pontos, investimentos acompanhando. Antecipando o post, pois semana que vem estarei viajando a trabalho.

Vida Pessoal


Depois do susto ficando sem recorrência, logo em seguida consegui outro projeto. Mas foi bom ter ficado mesmo que brevemente para pensar. Dei uma pirada, mesmo tendo o patrimônio que tenho, sempre fui empregado. Ficar sem recorrência me desconcertou.

Mesmo que tenha afirmado que as portas estavam se fechando no post passado, elas voltaram a se abrir. Está sendo uma oportunidade de investir numa linha que eu possuo pouca experiência, e sem a exigência de antes. Então acho que dá pra levar mais numa boa.

Eu fechei uma proposta comercial de um projeto de grande porte, estou aguardando feedback. O projeto que já foi aprovado e pagaram o sinal, já fiz o kick-off. Pretendo resolver um problema que tive com o empreendimento que ficou meio que parado, na semana que vem. O outro que estava empreendendo, dei uma congelada.

Estou indo semana que vem para outra cidade, a trabalho. Então nem tô com muita cabeça pra pensar direito. Vai ser bom pra espairecer, sair da rotina.

Finanças Pessoais


Como indiquei no post anterior, comprei ações TRIS3. Também comprei poucas CMIG4, aproveitando um momento recente e breve do índice IBOVESPA perdendo os 100 mil pontos.

Não comecei a estudar análise fundamentalista, e como ando cheio de trabalho, continuo postergando. Quero fechar alguns objetivos até final deste ano, então aí sim penso em dar foco.

O mês foi muito bom pra renda variável. Eu tive um crescimento expressivo de patrimônio, e tenho estado mais ativo acompanhando os papéis que o de costume. Não como trader, mas de olho em alguma oportunidade de compra.

Aporte mês que vem será minguado, já que fiquei um pequeno tempo sem projeto e entrei em um ganhando ainda menos que antes. Em breve já estou dando um jeito nisso 😉

Atualização do patrimônio financeiro


Aporte novamente de 8k, e aumento bruto em investimentos de impressionantes 22k, totalizando 30k de aumento. Passei dos 1,4kk, outro marco conquistado!


Deal with it

Chegando então em 1 milhão e 402 mil reais.

Até o ranking!

sábado, 1 de junho de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Maio/2019

Empreender na força bruta, principal fonte de renda foi pro espaço!


Você está demitido!

Vida Pessoal


Bom, como comecei a escrever, o projeto através do qual tirava meus rendimentos corriqueiros foi encerrado subitamente. Pior que foi algo inesperado, pois projetava trabalho para pelo menos até final deste ano. Recebi um monte de elogio pelo empregador e pelo cliente, fico feliz que tenha conseguido executar um bom trabalho, mas de quê adianta se isso não paga as contas? 😆

Por conta disso, me vi obrigado a mergulhar de cabeça no mundo empreendedor. Passando ainda pelo período de cair a ficha, e procurando motivação para cair dentro. Agora não tenho mais motivo para não investir nos projetos.

Eu comecei a escrever essa postagem poucos dias antes de fechar o mês, cheguei a detalhar cada um dos empreendimentos, mas quer saber? Desta vez, vou deixar para uma outra. No momento, está caindo a ficha de que sem os possíveis aportes para a partir de Julho, se não pegar nada até lá, vou precisar me virar com os rendimentos que possuo. Por mais que tenha me preparado pra esse tipo de coisa, isso está sendo um baque. Muitos e muitos anos com receita recorrente. De repente, pá! Empreendimento ou morte.

A empresa, que estava vendo de me encaixar em outros três projetos, acreditem: nenhum deles obtive feedback, e isso porque tinham me dito que "iam rolar com certeza".

A vida tem umas coisas que não entendemos. Eu estava participando de outro processo seletivo, e pelo ocorrido, resolvi entrar em contato, pois ficaram de marcar a última etapa. Foi então que obtive a resposta: "sinto muito, mas estamos mudando a estratégia da empresa, e resolvemos cancelar a vaga. Se tiver interesse, quem sabe estabelecemos contato".


...

Parece que as portas estão se fechando para que eu continue sendo empregado de alguém. Absolutamente nada nesse sentido andou. E por outro lado, os projetos estão acontecendo, estou retomando, inclusive tem um bem maior chegando por aí, que se vingar, me dará recorrência e terei que montar times. O outro projeto que estava em fase de negociação e concorrência, consegui aprovação para realizá-lo. Agora estou aguardando os trâmites para que enviem a grana, para que assim possa iniciar os trabalhos.

Será se realmente devo acreditar que chegou a hora de me dedicar ao meu negócio? Nunca tive coragem, e agora não tenho escolha. Já que não partiu de mim, a vida foi lá e me deu um belo chute no traseiro.

Por mais que pense que tenho um patrimônio que me sustente, é muito estranho perceber que não existe mais aquela obrigação de prestar contas. Por mais que as coisas estejam se direcionando para tocar meu negócio próprio, a zona de conforto de ter aquela recorrência não está mais disponível. Tá na hora de assumir as rédeas: retornar feroz ao inglês, me candidatar em oportunidades lá fora de home-office, e organizar meus projetos para dar cadência.

Minha saúde melhorou consideravelmente, mas eventualmente tenho alguns repiques. Eu quero muito voltar à normalidade de academia, porém ainda sofrendo os efeitos da chikungunya.

Finanças Pessoais


Me mexi um pouco, comprei ações BBAS3 e deixarei o outro papel para a próxima atualização (já adquiri, mas só compensa em D+2 para o próximo mês). Comprei em um momento em que a bolsa estava caindo continuamente, até meados de metade de Maio. Parece que depois deu uma bela recuperada, e já estou no azul com BBAS3, comprei em 48,63 e o fechamento da última sexta foi em 51,85.

Pensei em comprar ações da MARFRIG, teve um fato relevante de fusão com BRF, abriu o pregão em alta de uns 6%, mas como desconfiei subiu no boato e caiu no fato, encerrando em alta de menos de 1%. Já usei esse movimento para lucrar antes.

Agora não tenho desculpa, vou comprar o livro de análise fundamentalista e começar a estudar.

Esse mês de Maio foi bem louco, aquele velho ditado "Sell in May and Go Away" não se concretizou como se costumava, ao menos em dez anos de bolsa. O principal índice chegou no patamar de 89k, excelente oportunidade, e foi quando chegou por volta de 91k pontos que comprei as minhas ações BBAS3. Último pregão fechou em 97k.

Atualização do patrimônio financeiro


Aporte de 8k e aumento bruto de investimentos em 10k, consolidando uma subida de 18k. Mês que vem ainda devo fazer algum aporte, e vamos ver se daqui pra frente conseguirei alguma recorrência para continuar aportando.

Patrimônio bruto total em 1 milhão e 372 mil reais.

Até.

domingo, 5 de maio de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Abril/2019

Uma imagem para refletir o que me ferrou esse mês


Maldito!!!

Vida Pessoal


Poisé, mais um que entra pra estatística dos que pegam chicungunya. Aqui em minha região está tendo um surto, todo mundo tá com isso! Eu estou há umas duas semanas, passou a primeira fase e estou na aguda, sentindo muitas dores nas articulações. Muita dificuldade pra fazer qualquer movimento, que doença incapacitante. A fase aguda pode levar até três meses, e tomara que não precise enfrentar uma fase crônica. Isso pode levar anos pra aliviar, cruzes. Em breve verei de marcar um reumatologista, pois estou com muitas dores nas articulações.

Por isso, não tenho condição alguma de ir na academia, fui lá pra ao menos congelar minha matrícula. Por causa das intensas dores, precisei repousar e beber muito líquido. Ainda estou nessa, e ainda bem que trabalho de casa. Assim, não tenho o estresse de me deslocar, levar suvacada em transporte público, e todas as ladainhas de trabalhar em escritório.

Até que tenho me saído bem no papel de líder. O próprio time reconhece que as coisas melhoraram muito. Mas não é fácil, eu preciso equilibrar pratos, pois há alguns caciques para agradar.

Como eu fiquei de molho, estou retomando as atividades operacionais aos poucos. Como não bastasse, ainda fui puxado para empreender em mais um projeto rs. Esse eu vejo bastante potencial de colocarmos no ar em poucos meses e começarmos a ter receitas recorrentes. Quem sabe, a partir dele, será possível pegar mais projetos, mas com receita para manter o negócio.

O projeto freelance, estou voltando aos poucos. Depois de passar por uma intensa fase de experimentação, enfim agora creio que poderei seguir na implementação. Vou procurar equilibrá-lo com este novo projeto, pois o freelance tem valores acordados, o empreendimento é uma aposta que pode render frutos ou não.

O projeto pessoal que foi abandonado pelo que havíamos contratado, consegui um substituto, e combinei o escopo de trabalho. Vamos ver se enfim deslancha.

Enviei a proposta comercial para o projeto que estou tentando fechar, e estou aguardando feedback. Pelo contexto do cliente, é esperado que demore, e eu eventualmente dou um ping para ver se algo andou.

Não tem ninguém aí que queira me ajudar, não? rsrsrs preciso muito de ajuda em projetos de desenvolvimento de sistemas...

Esse mês, como fiquei o tempo todo em casa, não tive muitos gastos de saídas. Mas tive muitos gastos com remédios, naturalmente, e continuarei tendo. Ao menos as despesas pesadas do mês passado não foram repetidas neste. Esse mês ativei o modo frugal extreme.

Não quero nem saber de peso, devo ter engordado com certeza. Só em casa, comendo e dormindo, só posso ter ganhado peso. Quero só ver quando puder voltar pra academia, vou tornar a sentir aquelas dores musculares de início...

Finanças Pessoais


Esse mês fiquei bastante em piloto automático, não comprei ação nenhuma, apenas me posicionei num COE com exposição às ações da bolsa de Nova York. Fiquei feliz com a grande subida de minha ação queridinha, IRBR3! Estou pouco posicionado (2 lotes), pois resolvi entrar sem estratégia de swing trade, visando longo prazo, quando estava por volta de 94 reais. Última sexta rompeu a barreira dos 100 reais, será se vai continuar decolando? É o tipo de papel que fico de olho, que se tiver alguma grande queda, compro mais! E o mais impressionante, é que tempos atrás nenhum dos meus assessores indicavam, ninguém levava fé, mas eu sempre tive um apreço especial por essa empresa. Mesmo assim, resolvi fazer os swing trades, e me arrependo de não estar mais posicionado nela de antes. Mas, vida que segue, não se acerta todas. Preciso confiar mais no meu instinto, e menos nos "especialistas".

E o Alaska Black ficou pra trás! Foi ultrapassado por outro fundo multimercados que tenho, e se bobear será também por outro, que começa a se aproximar. Não tem jeito, esse fundo só explode quando a bolsa explode. Ainda mantenho nele, pois tenho boas expectativas com a futura aprovação da reforma da previdência.

Enfim lançou o e-book de análise fundamentalista que tanto aguardei! Vou comprar e planejar meus estudos imediatamente!

Atualização do patrimônio financeiro


Mesmo não tendo acompanhado praticamente nada neste mês, e não tendo feito nenhum movimento relevante, por incrível que pareça temos um aumento bacana para um mês morno. Fiz um aporte de 9k, e houve um aumento bruto de patrimônio investido de 14k. Pelo que venho acompanhando, tenho recebido dividendos gordos das ações, e isso tem ajudado muito!

Isso que ainda considero devagar minha atuação em renda variável, ainda devendo estudar outras empresas para entrar. Com a compra do e-book, pretendo organizar meus conhecimentos, e desejo ao menos me tornar sócio de duas empresas nos próximos meses.

Concluindo: patrimônio bruto aumentando em 23k, totalizando 1 milhão e 354 mil reais.

Até o ranking!


segunda-feira, 8 de abril de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Março/2019

Mês de muitos gastos, um previsto e outro não. Guardei menos, mas mantendo a cadência de aportes. Pra completar, a renda variável caiu bem e aproveitei para comprar mais ações.

Vida Pessoal


Andei fazendo cursos para me aperfeiçoar, mas do meio do mês para o final eu me enrolei de tal maneira que congelei.

Um dos motivos foi que enfim fechei um novo pacote de trabalho com o freelance que desempenhei ano passado. Iniciei pra valer exatamente há duas semanas, no mesmo esquema part-time que antes para conciliar com o full-time. Resolvi fazer para potencializar os rendimentos, dado que não projeto que consiga ficar por muito tempo no projeto full-time.

Eu fui confiado à novamente um papel de responsabilidade de liderança, assim como no projeto anterior. Por um lado, fico contente pela confiança e expectativa depositadas. Por outro, me afasto mais do operacional e preciso me expor mais, além de ser mais político. Também gosto de resolver problemas fora do escopo operacional, mas pela minha indecisão, não sei até que ponto vale a pena me afastar desse lado, pois as oportunidades em geral estão nela, em especial no modelo home-office que faço. Ao menos o projeto freelance é operacional, e isso me mantém em contato.

O projeto pessoal congelou também. O profissional que contratamos sumiu, mal responde. Já estou à procura de substituto. Eu desconfiei que isso iria acontecer, mas os outros sócios quiseram insistir.

Estou tentando fechar outro projeto, passei um preço por alto, e acharam caro. Compararam com outro profissional que, digamos, propôs sem o menor cuidado e utilizando coisas bem ultrapassadas. Por isso, é capaz que eu precise ir até o potencial cliente para desempenhar minhas habilidades de vendedor, que modéstia a parte, é algo que consigo fazer razoavelmente bem. Talvez neste mês obtenha alguma resposta, ainda que negativa.

Pra quem não sabe, eu tenho um filho pequeno e dei uma daquelas festinhas de criança. Eu não curto, mas como a patroa curte, às vezes precisamos ceder. E esse foi um dos gastos que previ para esta atualização.

O outro foi o seguro do veículo. Infelizmente mantenho um por conforto para a família. Se fosse solteiro, não teria. Resolvi abater tudo numa tacada só, pois consegui um desconto que não teria se parcelasse, como sempre foi o costume. Esse foi o gasto não previsto, mas a vantagem é que não terei essa dívida para os meses seguintes.

Esse mês também passei muito da média que costumo gastar com cartão de crédito. Um dos motivos foi que meu computador deu pau, dava pra conviver, mas começou a atrapalhar no meu dia a dia de trabalho. Então comprei uma peça de reposição, que digamos não foi barata. Sendo minha ferramenta de trabalho, considerei um investimento. Como a fatura fechou neste mês, irá interferir na próxima atualização de patrimônio.

Engordei bem! Fiquei assustado, mas acredito que tenha adquirido massa muscular. Escrevo isso, pois eu não tenho abusado na alimentação e também resolvi entrar na maromba, por orientação médica. Não sinto mais nenhuma dor pós treino, parece que meu corpo já se habituou. Tenho procurado fazer os exercícios mais lentamente, e com isso sentido bem mais durante as séries.

Finanças Pessoais


Como teve bastante queda (bolsa no patamar de 93k), comprei mais 4 lotes de ITSA4, completando um número de ações redondo. As outras ações subiram de forma tímida, e a minha queridinha IRB chegou no patamar do preço que me reposicionei.

Fundo de ações Alaska Black tá ficando pra trás. Outro fundo multimercado está quase encostando nela. Acredito que só terá um boom nela quando a bolsa voltar a dar aquelas porradas positivas.

De resto, tudo na mesma. Não parei para estudar algum outro setor e avaliar qual empresa me parece mais atrativa. A verdade é que a reforma da previdência está demorando mais do que julgo saudável, e isso não me deixa muito confiante para aumentar significativamente minha proporção em renda variável.


Esse mês fiquei assim

Atualização do patrimônio financeiro


Aporte de 6k, queda de 1k no patrimônio bruto. Se não fosse o aporte ainda que reduzido, teria "levado fumo". Patrimônio bruto total em 1 milhão e 331 mil reais.

Até o ranking do Carinha!

quinta-feira, 7 de março de 2019

Atualização do patrimônio financeiro de Fevereiro/2019

Mês de queda na bolsa. Realização de lucros e medo da reforma da previdência não ir pra frente. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

Vida Pessoal


(ainda) Me adaptando à realidade de trabalhar home-office. São muitos anos trabalhando em escritório tradicional. Mudei de projeto, e o time que deixei pra trás acabou sendo desfeito logo em seguida, e estão procurando nova alocação, remoto ou presencial. Triste por vê-los nesta situação, mas (modo egoísta on) feliz por ter sido preservado.

Mas como nem tudo são flores, no projeto atual algumas coisas são melhores, e outros problemas surgem. Não existe mundo perfeito, então não crio expectativas.

Nos vendem como especialistas, e temos que correr atrás para corresponder. Nem tudo o que aprendemos, levamos para projetos seguidos, para adquirirmos mais experiência. Parece que esse é um ponto bem relevante quando se trabalha remoto para a mesma empresa, ficamos reféns de projetos não tão alinhados com nossas experiências passadas e precisamos sempre aprender muito rápido para produzir muito.

Projeto pessoal travado, mas não por culpa minha. O trabalho contratado está demorando pra sair, e estou procurando outra pessoa para dar continuidade. Embora seja bom tecnicamente, demora muito pra entregar. Difícil achar gente competente e comprometida.

Desfiz minha posição em IRBR3 na casa dos 94 reais. Recomprei em outra corretora, agora com objetivo de longo prazo, e mais lotes. Deu uma caída no curto prazo, mas sei que faz parte.

Fechando um novo pacote de horas em um freelance que atuei ano passado. Por isso, pelo momento não estou cogitando fazer outra sociedade, como comentei em postagem anterior.

 

Está em minha mira a leitura destes dois livros

Estou lendo sobre análise fundamentalista, para entender a interpretação sobre os dados financeiros das empresas. Pretendo analisar indicadores e estudar sobre Valuation. Para organizar as ideias, estou começando a elaborar um mindmap. Se for ficando legal, vou postando aqui.

Finanças Pessoais


Mês de caída, mas de maneira impressionante não foi tão forte quanto eu esperava no meu patrimônio bruto. IBOVESPA chegando no patamar de 94k, mercado cauteloso com a dificuldade da reforma da previdência.

Como eu ainda estou em fase de estudo, não fiz nenhum movimento muito relevante. Porém, entrei com poucos lotes em IRBR3, juntando o útil ao agradável: insatisfeito com uma corretora, e visando uma estratégia de maior prazo.

Atualização do patrimônio financeiro


É neste momentos de queda da bolsa, que a renda fixa dá uma segurada. Então vamos aos números: subida bruta em 7k e aporte de 10k. Dado um mês que caiu na renda variável, ainda assim tive subida nos investimentos.

Soma do patrimônio bruto em 1 milhão e 326 mil reais.

Sigo sonhando que conseguirei chegar em 2 milhões até completar os 40 anos. Será que consigo dobrar minha meta almejada, comparando com o momento que criei este blog?

Grande abraço!